Montreal, Toronto, Vancouver, Canada, Intercambio, O que fazer, Clima, Compras, Hotel

 


Dicas para conhecer o melhor do Canadá em 9 dias


Confira as sugestões que preparamos para um roteiro de 9 dias no Canadá. Como é um bom tempo, dá para você conhecer algumas de suas principais cidades, como Toronto, Ottawa, Montreal e Quebec. As maiores são Toronto e Montreal, então é bacana reservar pelo menos dois dias por lá. Quebec e Ottawa (capital), são menores, então você pode escolher qual vai ficar dois dias e qual vai ficar um. Aqui, nós indicamos dois dias em Quebec, para você ter mais tempo para conhecer todo o charme da cidade. Para percorrer todos esses trajetos, a opção mais viável é o carro. O percurso é super tranquilo e as estradas canadenses são sensacionais. Só para você ter uma ideia, o trecho Toronto – Ottawa leva 4 horas de carro e 1 hora de avião; o trecho Ottawa – Montreal dura apenas duas horas de carro; e o trecho Montreal – Quebec leva aproximadamente 3 horas. Caso tenha interesse, confira nossa matéria de aluguel de carro no Canadá. Abaixo, veja o roteiro que preparamos de 9 dias no país.


Quebec no Canadá

Primeiro dia em Toronto

Toronto é a maior cidade do Canadá. Localizada na margem norte do Lago Ontário, um dos cinco Grandes Lagos, a cidade traz diversas atrações turísticas, ótimos restaurantes, lojas e uma vida noturna bem agitada. Não importa quanto tempo você vai ficar por lá, sempre vai ter alguma coisa para fazer. Uma dica é comprar o CityPASS Toronto para economizar nos ingressos. Ele dá entrada para as cinco das principais atrações turísticas de Toronto e o valor sai 43% mais baixo do que você ia gastar se fosse adquirir os tickets separadamente. É sensacional, pois além dos ingressos saírem muito mais barato, você não pega fila na bilheteria das atrações.

Começar o dia na CN Tower

CN Tower é parada obrigatória para toda pessoa que for visitar Toronto. O observatório abre às 9am e dá para conhecê-lo bem em 2 horas. Com 553 metros de altura, a torre propõe uma vista incrível da cidade e dos arredores. Dá para almoçar na própria CN Tower, no restaurante do observatório, o 360 The Restaurant at the CN Tower, que é um experiência diferente, pois é giratório e percorre 360 graus em 72 minutos. Mas, como os preços são meio salgados e está sempre cheio, outra opção é almoçar no arredores.


CN Tower em Toronto

Visitar o Ripley’s Aquarium of Canada

Depois do almoço, ainda na região, você estará muito próximo Ripley’s Aquarium of Canada - o maior aquário do Canadá e também a maior coleção de tubarões da América do Norte. Nele, é possível conhecer mais de 16 mil de animais marinhos de todo o mundo, tartarugas marinhas e 450 espécie de peixes e invertebrados. Se estiver com tempo, uma opção é visitar a Toronto Islands, que fica lá perto.


Ripley’s Aquarium of Canada em Toronto

Finalizar o dia no Rogers Centre

Essa região de Toronto onde estão localizadas as atrações acima, é conhecida como Entertainment District. Isso porque tem várias opções de lazer e entretenimento para curtir a noite. E, se você for no verão, não deixe de conferir a programação do Rogers Centre. Os canadenses são apaixonados pelo Baseball e o Rogers Centre é o estádio mais famoso de Toronto, casa do Toronto Blue Jays Baseball Club. Os jogos acontecem a partir de Abril até Outubro (primeira semana, aproximadamente) e uma partida no estádio é sensacional. Se depois você tiver pique, confira nossa matéria de bares ou baladas em Toronto.


Rogers Centre em Toronto

Segundo dia em Toronto

Separamos o segundo dia na cidade para algumas atrações turísticas e também umas comprinhas (como você terá mais tempo por lá e é uma das melhores cidades com centros comerciais, nada como aproveitar!). Os destaques abaixo ficam bem próximos e dá para fazer tudo a pé.

Conheça Royal Ontario Museum

Royal Ontario Museum é o maior museu de culturas mundiais e história natural do Canadá, além de ser um dos dez maiores do mundo. A atração chama atenção de longe, com um design diferente, bem moderno e todo espelhado. Por dentro, o acervo é super completo, com exposições sobre arte, arqueologia e ciências.


Royal Ontario Museum em Toronto

Um passeio pelo Queen's Park e arredores

Depois de visitar o museu, conheça o Queen's Park e suas atrações ao redor. Entre elas, destacamos o uma das construções mais bonitas da cidade, que é o Ontario's Legislative Building - onde é possível fazer um tour gratuito -, e a University Of Toronto, um dos sonhos de muitos estudantes que vão ingressar na Universidade. Na mesma região, não deixe de conferir a Bloor St, principalmente quando ela se encontra com a Yonge St, que é um ponto bem bacana (e bem caro) para compras.


Ontario's Legislative Building em Toronto

Compras em Toronto

Aproximadamente um quilômetro distante do Queen's Park, está a Yonge-Dundas Square – um lugar mais acessível para compras (não que seja barato, mas não são lojas de grife como na Bloor St com a Yonge St). O local também é ponto turístico ao passo que muitos falam que a Yonge-Dundas Square é praticamente a Times Square de Toronto, ao parecer com a Times Square de Nova York com seus painéis luminosos. A região traz diversas lojas de departamento, lojas de rua, shoppings, restaurantes e bares. Inclusive, é onde está localizado o Toronto Eaton Centre, o principal shopping da cidade.


Yonge-Dundas Square em Toronto

Terceiro dia em Toronto

Você pode reservar o terceiro dia em Toronto para conhecer a belíssima Casa Loma de manhã e se despedir da cidade para seguir caminho para Ottawa.

A encantadora Casa Loma

Casa Loma é um castelo, em estilo medieval, com 98 cômodos e 20 mil metros quadrados de jardins. A atração é sensacional, datada de 1914, e com uma decoração impecável que remonta ao início do século passado para o turista viajar no tempo. Se você achar que dá tempo, ou se você for viajar para outra cidade apenas de noite, você pode conhecer o High Park, o maior parque da cidade.


Casa Loma em Toronto


Quarto dia em Ottawa

A charmosa capital do Canadá está recheada de atrações turísticas super importantes para a história do país. Como está próxima de Toronto, o acesso por carro é bem tranquilo. A cidade é pequena, mas um dia por lá será bem corrido (o ideal seria de 2 ou 3).

Começar o dia na Colina do Parlamento

A Colina do Parlamento é onde está localizado o parlamento do Canadá. Composto por três edifícios em estilo gótico, localizados em uma colina, o principal cartão-postal de Ottawa pode ser visitado por turistas e tem entrada gratuita. É possível visitá-lo sozinho ou fazer um tour guiado (em inglês ou francês), onde dá para conhecer a estrutura interna da construção e saber mais sobre o funcionamento do senado e da história do Canadá. Um dos destaques dessa atração é chegar em um patamar no alto da torre, que proporciona uma vista panorâmica belíssima dos arredores. Do lado de fora, não deixe de reparar nela, conhecida como Peace Tower, que tem mais de 92 metros de altura e foi construída em homenagem aos 65 mil canadenses que morreram na Primeira Guerra Mundial.

Colina do Parlamento em Ottawa

Visitar a Galeria Nacional do Canadá

A National Gallery of Canada é a maior galeria de artes do país, com um acervo composto por mais de 25 mil obras e também pela maior coleção de Tom Thompsom e o Grupo dos 7. A atração chama atenção de longe, por sua arquitetura moderna e toda envidraçada, e por ter um dos monumentos mais diferentes de Ottawa em sua fachada, que é uma escultura de uma aranha gigante, obra de cobre de Louise Bourgeois, que tem mais 9 m de altura. Ela está localizada em ByWard Market, sendo uma ótima opção almoçar por lá. Depois, aproveite para conhecer a Catedral de Notre-Dame, que fica muito próxima da Galeria.

Galeria Nacional do Canadá em Ottawa

Um passeio pelo Rideau Canal


O Rideau Canal é enorme e possui 202 km de extensão ligando as cidades de Ottawa e Kingston. Nas parte que margeia Ottawa há calçadões, bancos, áreas verdes e parques, provendo um passeio com uma vista bem bonita dos arredores. Não deixe de visitar a área onde ficam as chamadas "Ottawa Locks", as eclusas do canal, que ficam próximas ao famoso hotel Fairmont Château Laurier –que é outro ponto turístico de lá -, e no encontro com o Rio Ottawa. Se você for para Ottawa no inverno, o canal congela e se transforma no maior rigue de patinação do mundo, com 7,8 km de extensão.

Rideau Canal em Ottawa

Quinto dia em Montreal

Montreal é a maior cidade da província de Quebec e a segunda mais populosa do Canadá. Em três dias por lá, dá para conhecer muitas de suas principais atrações turísticas e curtir a gastronomia. Inclusive, a gastronomia tem todo um toque de suas origens francesas, então não deixe de conferir nossa matéria de restaurantes em Montreal.

Começar o dia no Complexo Olímpico

Complexo Olímpico de Montreal é um dos símbolos da cidade. Construído para as Olimpíadas de 1976, a atração tem como destaque sua Torre Inclinada onde é possível subir através de um bonde para um observatório com uma vista linda e 360° de lá. A Torre tem horários variados de abertura, mas geralmente é de terça à domingo as 9am.

Complexo Olímpico de Montreal

Visitar o Jardim Botânico de Montreal

Muito próximo do Complexo Olímpico, está o Jardim Botânico de Montreal, um dos maiores jardins botânicos do mundo. São mais de 22 mil espécies de plantas, 10 estufas de exposição e 20 jardins temáticos ao longo de seus 75 hectares de muito ar fresco e beleza natural.

Jardim Botânico de Montreal

Compras no RÉSO

Considerado um dos maiores complexos subterrâneos do mundo, o RÉSO é praticamente uma cidade debaixo de Montreal, com aproximadamente 30 quilômetros de túneis e corredores para você se mover de um lugar ao outro sem sair na rua. O local é incrível e mostra como a cidade é super bem planejada, já que foi construído para a população encarar, tranquilamente, o inverno. São mais de 1.500 lojas e 200 restaurantes interligados a atrações turísticas, centros de compras e cerca de 14 estações do metrô.

RÉSO em Montreal

Sexto dia em Montreal

Uma boa pedida é começar o dia em um dos mais importantes museus da cidade e depois conhecer a Velha Montreal. Nesse bairro charmoso há muitas atrações turísticas e restaurantes sensacionais. E, se ainda tiver pique, confira nossa matéria sobre bares e baladas em Montreal.

Começar o dia no Museu Belas Artes de Montreal

Com um público estimado em aproximadamente 500 mil visitantes por ano, o Museu de Belas Artes de Montreal é uma das atrações turísticas mais visitadas da cidade. O acervo é um dos mais importantes da América do Norte e conta com mais de 35 mil obras de arte, objetos e esculturas da arte europeia, arte barroca, além de obras de renomados artistas impressionistas e pós-impressionistas, como Pablo Picasso, Henri Matisse e Otto Dix. Depois de visitar o museu, há muitas opções de restaurantes ao redor, então não deixe de comer em algum que ofereça um crepe ou omelete, que são super tradicionais na cidade, além de deliciosos.

Museu Belas Artes de Montreal

Atrações na Velha Montreal

Depois de conhecer o museu, não deixe de conhecer um bairro imperdível na cidade que é a Velha Montreal. No bairro, está a lindíssima Basílica de Notre-Dame, que possui um acervo religioso muito rico em seu interior, e o Velho Porto que, às margens do Rio São Lourenço, proporciona uma vista incrível dos arredores. Você pode, também, finalizar o dia nessa região, pois dependendo da época que você for visitar a cidade, ela recebe diversas atrações. Uma delas é o mundialmente famoso Cirque Du Soleil, um espetáculo incrível que agrada as pessoas de todas as idades.

Basílica de Notre-Dame em Montreal

Sete dias em Montreal

Você pode deixar o oitavo e último dia do seu roteiro para conhecer o Oratório de Saint Joseph e o Parque Mont Royal. Os dois lugares são incríveis e transmitem muita paz e tranquilidade aos seus visitantes.

Começar o dia no Oratório de Saint Joseph

O Oratório de Saint Joseph, construído em 1900, é considerado um dos patrimônios do Canadá. Antes de chegar na basílica, o caminho é lindo e cheio de verde, flores e árvores. E depois de percorrer um caminho cheio de natureza, o interior do Oratório de Saint Joseph é ainda mais bonito e traz uma paz inexplicável.

Oratório de Saint Joseph em Montreal

Caminhar no Parque Mont Royal

Para ficar ainda em clima de natureza, o parque Mont Royal é a opção certa. Idealizado por Frederick Law Olmsted, o mesmo designer do famoso Central Park, o refúgio dos canadenses traz momentos de paz e a tranquilidade, muito proporcionada pela incrível concepção de Olmsted, de que a comunhão com a natureza pode curar corpo e espírito. Como foi criado em uma montanha no meio de Montreal, o parque também proporciona vistas incríveis dos arredores. Uma dica é visitar um dos pontos mais altos, a 234 metros de altura, que proporciona uma vista incrível da cidade.

Parque Mont Royal em Montreal

Oitavo dia em Quebec

Considerada o coração da cultura francesa no continente, a charmosa Quebec é um lugar encantador no país. Com ares europeus, casas antigas, capelas históricas, ruas de paralelepípedo e castelos, mas também com construções modernas, Quebec é uma cidade de contrastes e tem muita história para contar.

Começar o dia na Vieux-Québec

Essa é a região onde você vai passar a maior parte do seu tempo. Dividida em duas partes, a Basse Ville (baixa cidade) e Haute Ville (cidade alta), a Vieux-Québec concentra a maioria dos pontos turísticos de lá, como o Château Frontenac, o hotel super luxuoso mais fotografado do mundo (na cidade alta), e o Quartier Petit Champlain, uma área com restaurantes, galerias de arte e lojas típicas (na cidade baixa). O acesso entre as duas partes pode ser feito a pé, que é super bacana para conferir cada detalhe da cidade, ou através do funicular, que é uma ótima opção para subir (da cidade baixa para a alta), por exemplo, ou também para apreciar a vista. Só de conhecer essas atrações, vai levar boa parte do seu dia.

Quartier Petit Champlain em Quebec

Visitar o Observatoire de la Capitale de Quebec

Depois de andar pela Vieux-Quebec é hora de ver tudo o que você conheceu de cima. Localizado no 31º andar do edifício Marie-Guyart Building, o observatório propõe uma vista panorâmica de Quebec e arredores. A belíssima paisagem da cidade, que se dá no contraste entre velhos e novos edifícios, por suas árvores, pelo Rio São Lourenço e também por suas construções esplendorosas, fica ainda melhor em dias de sol. Para finalizar o dia, confira nossa matéria de bares e baladas em Quebec.

Observatoire de la Capitale de Quebec

Nono dia em Quebec

O último dia do seu roteiro do Canadá você pode dedicar a conhecer um pouquinho mais sobre a história da cidade e do país. Quebec, por exemplo, é a única cidade murada da América do Norte. São 4,6 km de extensão localizados na parte alta da Vieux-Québec, que propõe um passeio bem bacana (além de gratuito) para ficar mais perto da história do local.

Conhecer a Citadelle

Depois de andar pelas fortificações, você pode aproveitar para conhecer um dos mecanismos de defesa do território. A Citadelle, em formato de estrela, foi construída entre 1820 e 1831 como uma fortaleza para tropas britânicas em Quebec. Atualmente, a Citadelle abriga um museu de história militar e também o quartel para o 22º Regimento Real do Canadá.

Citadelle em Quebec

Visitar o Hôtel du Parlement

Muito perto da Citadelle, está localizado o Hôtel du Parlement. A construção é esplendorosa por dentro e por fora, e é abrigo da assembleia de Quebec. Se você quiser conhecê-lo para saber mais sobre como se dá a administração política do Canadá e de Quebec, o parlamento é aberto ao público, tem acesso gratuito durante a semana e visitas guiadas em francês e em inglês.

Hôtel du Parlement em Quebec


Como achar hotéis por preços incríveis no Canadá


Uma ótima dica para achar ótimos hotéis com preços incríveis, na região que você quer e economizar muito na hospedagem é usar esse Pesquisador de Hotéis do Canadá. Nós sempre usamos, pois é o maior site de reservas de hotéis do mundo e por isso é o melhor lugar para reservar com confiança e segurança. Sem falar que ele tem todos os hotéis de Montreal, Toronto, Vancouver, Quebec, do Canadá e do mundo nas suas pesquisas, e com preços imbatíveis pela forte negociação que fazem com os hotéis. Nós sempre fazemos nossas reservas por lá para não ter problemas e sempre economizamos muito. E tem a opinião de brasileiros que já ficaram nos hotéis, o que ajuda muito na hora de avaliar cada um. Uma dica que é excelente é quando fizer a pesquisa, filtrar depois por "Bairro", onde você pode selecionar as regiões, e também "Avaliações dos hóspedes" e colocar "Muito bom para cima". Você terá uma pesquisa com os melhores hotéis, nas melhores regiões e com avaliações excelentes dos hóspedes. É a garantia de uma excelente hospedagem pelo melhor preço no Canadá.


Veja outras matérias imperdíveis do Canadá:
Como economizar muito no Canadá: Dicas para economizar muito em toda a viagem.
Seguro viagem para o Canadá: Dicas para fazer um excelente seguro pelo melhor preço.
Como levar dinheiro para o CanadáMelhores formas de levar seus dólares canadenses.

Postar um comentário

 
Top